domingo, 28 de abril de 2013

A Lua e Eu




Sempre fui admiradora da lua, não lembro o exato o momento que eu comecei a notá-la, mas tenho quase certeza que crescer ouvindo meu pai recitando “A benção dindinha lua que dá peixe com farinha para dar para minha gatinha que fica debaixo da balainha” colaborou e muito.
Eu acho a lua extraordinária! Ela é um satélite que consegue ser misterioso, lindo, perturbador, encantador e brilhante, mesmo sem ter luz própria. Eu a acho linda em todas as suas fases.
E por falar nisso, essa é uma semelhança que vejo entre a lua e eu: as fases! (na verdade uma semelhança entre a lua e as pessoas).
Claro que não tenho apenas 4 fases e que dificilmente passarei pela mesma mais que duas vezes ao ano, mas é fato que as tenho :P
Uma coisa que me deixa triste é quando as pessoas que amamos ou queremos bem não estejam em fases com a mesma sintonia que a sua, mas é enriquecedor quando você acompanha as fases de crescimento de pessoas queridas, assim como é reconfortante e esperançoso quando a fase ruim passa e uma boa começa...
Cada fase tem sua singularidade, sua beleza e sua importância, assim como as da Lua, é uma pena que nem sempre só percebemos essas coisas quando já passamos por elas!
Tudo na nossa vida é fase, algumas você passa de novo (embora nunca vai ser mesma coisa, já que você estará diferente) outras você nunca mais verá ou ainda quase não lembrará, mas acredito que o segredo (e tenho que aprender a colocar em prática) é tirar as coisas positivas da fase que você está passando e perceber quando está na hora de ir para uma nova.
Só espero não demorar muito para aprender a colocar em prática.